Projeto Ouro do Brasil Integra as Políticas Públicas para Atender Crianças e Adolescentes

0

O Projeto Ouro do Brasil é uma iniciativa ousada da Prefeitura de Brasil Novo, que foi aprovada no Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRSX) e integra todas as políticas públicas relacionadas as crianças e adolescentes. Através do Projeto foram identificados 250 crianças e adolescentes, na idade entre 7 e 17 anos, que se encontram em situação de ociosidade e vulnerabilidade social no município.

Por estar no projeto, todas as políticas publicas vão tratar deste público de forma integral, para que melhorem o desempenho escolar, familiar, social, esportivo, de saúde e de acesso a cultura, a partir da participação nas atividades oferecidas pela Prefeitura, como as Escolas de Futebol, de Música e Ballet, as escolas de ensino fundamental e médio, a rede de saúde e assistência social.

Outro aspecto importante deste Projeto é que todas as famílias também estão incluídas e tem acesso aos mesmos serviços e passam a ter um acompanhamento de todos os Programas Sociais da Prefeitura. “Nós estamos a disposição de 250 crianças, que tem 500 pais e mães, que tem mais de 500 irmãos e irmãs e o nosso objetivo é melhor a vida deles até o final do ano”, explicou Marta Suely da Silva, da Secretaria do Planejamento.

É com este objetivo que no dia 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, vai ocorrer a Jornada Municipal com todos estes serviços a disposição do Público do Projeto e dos seus familiares, a partir das 8h da manhã. Além dos atendimentos médicos, vacinação, exame e dentistas vai ter atividades esportivas,  culturais e de lazer. E a noite, na praça Geraldo Barbosa, vai ocorrer o Projeto Ocupe a Praça, especial do Dia Internacional da Mulher.

Estes assuntos foram tratados no Encontro  do Projeto Ouro Brasil, que ocorreu na quinta-feira (28/02), no auditório da Prefeitura. Na ocasião foram mostrados para os pais e mães como estes serviços são desenvolvidos. Marta Suely da Silva falou sobre a importância da parceria das mães e pais no Projeto, o orientador pedagógico da Escola Teresinha Back, Gutemberg Cunha Carneiro observou as questões do convívio familiar e como ele reflete no comportamento dos alunos dentro da escola. “Hoje o principal problema dos alunos na escola é a disciplina e isto é reflexo da falta de acompanhamento da família”, observou, ressaltando que o papel dos pais é educar e o da escola é ensinar.

A equipe da Secretaria de Trabalho e Promoção Social, também explicou para os pais e mães, que o objetivo do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) é prevenir as situações de vulnerabilidade, buscando a garantia de direitos como os diversos programas e benefícios que as famílias podem acessar através do Cadastro Único (CadUnico) como o bolsa família, o cheque-moradia, o Beneficio de Proteção Continuada (BPC) entre outros,  se colocaram a disposição para atende-los sempre que forem procurados.

Já a equipe do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), atua numa outra área que é garantir o cumprimento dos direitos das crianças e adolescentes através do Estatuto da Criança e Adolescente e das mulheres através da Lei Maria da Penha. No final do evento houve sorteio de brindes para os participantes

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade