PREFEITURA DE BRASIL NOVO RECEBE APOIO DA SECRETARIA DE ESTADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, TRABALHO, EMPREGO E RENDA

0

O diretor de Qualificação Profissional e Empreendedorismo da SEASTER (Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda), José Raimundo Pompeu Portilho, visitou o município de Brasil Novo, durante os dias 1 e 2 de julho, para apresentar ao Prefeito Alexandre Lunelli a proposta do Governador do Estado de realizar parceria com os Municípios. “Nossa presença é oferecer apoio para estreitar relação com as prefeituras, suas secretarias e equipes técnicas para assessorar os municípios a criarem pequenos negócios, como acessar microcrédito, como participar de feiras e como ter carteira de artesanato”, explicou José Raimundo.

O Prefeito agradeceu e elogiou a iniciativa e relatou as políticas que o município tem realizado na área de capacitação profissional e incentivo ao empreendedorismo. “Esta é uma das nossas prioridades e temos desenvolvido com parcerias do SENAR, SEBRAE, IFPA e estamos chegando a quantia de 2 mil pessoas capacitadas nestes primeiros dois anos de Governo. Nosso meta é capacitar 4 mil pessoas”, explicou o prefeito.

Outra área destacada pelo Prefeito foi em relação as capacitações para o tratamento dos resíduos sólidos, destacando a distribuição das casinhas coletoras e a capacitação dos catadores. “Nós até o final do ano estaremos com os equipamentos do aterro sanitário instalado e agora nós estamos investindo na conscientização da população, esclarecendo que o lixo não é da Prefeitura, mas sim de cada um que produz e é preciso cuidar do seu lixo, pois com o aterro sanitário devemos ter a coleta seletiva que poderá ser uma importante fonte de geração de renda para os catadores”, observou.

O Prefeito ressaltou que a importância da SEASTER, através da diretoria de Qualificação Profissional e Empreendedorismo é para justamente começar a preparar as pessoas, no caso os catadores, para assumirem os barracões de reciclagem e formarem uma cooperativa. “Inclusive nós já estamos negociando com empresas de fora do estado para comprarem os material reciclado, para que tenhamos onde vender e gerar renda”, destacou o Prefeito.

O diretor José Raimundo ficou muito impressionado com o grau de desenvolvimento das políticas de Brasil Novo e aproveitou para convidar o Prefeito para fazer uma palestra num evento que será realizado em agosto, em Altamira, e mostrar para os outros municípios da região, como Brasil Novo tem trabalhado esta questão do lixo.

Após a conversa no Gabinete, a tarde a equipe da SEASTER conversou com os catadores e com os artesãos de Brasil Novo sobre empreendedorismo e ficaram encantados com as peças de artesanatos produzidas pelos artesãos da cidade.

Na abertura da conversa o secretário de Trabalho e Promoção Social, Oilicato Alves, explicou que o município irá passar por uma transformação com o funcionamento do aterro sanitário, com a nova forma de coletar os resíduos. “Para ser vendido e gerar valorA técnica de Gestão Pública Dione Matos explicou para os catadores e artesãos como organizar uma cooperativa e esclareceu várias dúvidas sobre o processo de trabalho.

Na manhã de terça-feira (2/7) os catadores receberam KITs de Equipamentos de Proteção Individual, composto por 2  para de luvas, 1 calça, 1 camisa, 1 par de botas, 2 avental plástico, 2 óculos de segurança e 12 máscaras.

Os artesãos foram cadastrados para receberem a carteira de artesãos.  A Carteira Nacional do Artesão é um reconhecimento e uma identificação nacional para artesãos e trabalhadores manuais de todo o Brasil.

Feito de forma gratuita, o documento é valido em todo o território e oferece diversos benefícios, como a abertura de oportunidades em feiras de artesanato nacionais e internacionais, além de participações em oficinas e cursos na área. que os habilita para participarem de feiras.

O diretor e a técnica da SEASTER visitaram alguns empreendimentos no município, como as casinhas coletoras de resíduos sólidos distribuídas pelas ruas da cidade, alguns empreendimentos, como o matadouro, uma mini-indústria de laticínios e a fábrica de chocolate em Medicilândia.

Após esta primeira visita eles pretendem organizar os cursos de capacitação em cinco áreas: Artesãos e catadores, beleza, gastronomia regional, corte e costura para pequenas malharias, feiras e ajudar nas políticas de incentivo de microcrédito. “Não existe política de empreendedorismo sem o microcrédito e o Governador nos enviou para oferecer apoio aos municípios”, concluiu José Raimundo.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade