COORDENAÇÃO DE SAÚDE PÚBLICA DA NORTE ENERGIA PARABENIZA BRASIL NOVO PELO CONTROLE A MALÁRIA

0

O município de Brasil Novo há seis anos não tem nenhum caso de Malária. Este é o resultado das Ações da Equipe de Vigilância em Endemias da Secretaria Municipal de Saúde, que conta com o apoio da empresa Norte Energia para o desenvolvimento do Programa de Ações Contra a Malária (PACM).

O programa faz parte do Projeto Básico Ambiental da UHE Belo Monte e tem garantido veículos, combustível, pessoal, equipamentos e treinamentos, com investimentos previstos até 2021.

A Secretária de Saúde de Brasil Novo, psicóloga Waleska Oliveira de Jesus, esteve em reunião com a coordenadora de Saúde Pública da Norte Energia, enfermeira Gecilda Aparecida de Lima, e a equipe de agentes de endemias para conversar sobre a situação epidemiológica da região. A enfermeira parabenizou a Secretaria e os agentes de endemias, pelo sexto ano consecutivo sem casos de Malária no município. “Isto é sinal que vocês estão trabalhando e mantendo o Programa, porque apesar da Malária estar sobre controle, não podemos diminuir a vigilância”, esclareceu.

E foi justamente para tratar deste momento que a enfermeira informou a necessidade de aumentar a vigilância e os cuidados com as notificações. Conforme informou a enfermeira Gecilda é preciso um controle semanal no Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, (SIVEP) para verificar se não foi registrado casos de malária em outro município, que apontem Brasil Novo como a origem da contaminação e em caso disto acontecer, se identificar logo, onde ocorreu para se investigar e evitar a proliferação. “Neste momento temos que dar atenção ao trabalho de inteligência, de esperteza e trabalhar a educação em saúde”, acrescentou.

A Equipe de Endemias já vem trabalhando com esta estratégia de visitar as escolas para explicar para as crianças o que é a Malária e como se contrai a doença. “Como não temos tido casos de malária existem comunidades que até já esqueceram quais são os sintomas, por isto a importância das palestras e a distribuição de informativos sobre a transmissão e os sintomas da doença”, explicou a coordenadora do setor de Endemias, enfermeira Mislene Santos.

A orientação é continuar sempre atentos e manter as atividades de vigilância e as atividades de educação em saúde, junto as escolas e as comunidades. Também participaram da reunião a coordenadora de Atenção a Saúde, Rosa Baldo, e os agentes de endemias. A enfermeira Gecilda entregou para a Secretaria Municipal de Saúde um gerador, para a realização de atividades nas áreas onde não tem energia.

GOVERNO POPULAR

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES

ASCOM/PMBN Por Luis Henrique Silveira  Fotos Cleyton Macário

 

 

 

 

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade